Estou abrindo mão...


Tempo ensolarado, dando praia, no céu! Mas por dentro... tudo nublado!
Deserto na mente, águas revoltas sob os pés... tudo por causa de um sentimento que, pela primeira vez tornou-se indesejável e horripilante. Estive pensando sobre isso. Conversei com algumas amigas, mais espertas que eu, a esse respeito... isso me fez bem... não está totalmente ensolarado o dia nos sentimentos, mas já dá pra aproveitar essas nuvens pra aprender algo.
Não tenho mais orgulho do meu orgulho, mas admito que difícil vai ser abandoná-lo, curar-me dele... mas... pela primeira vez tenho vontade de deixá-lo ir. Me sentirei despida no início, me sentirei desprotegida, vulnerável... pode ser que me fira e morra um pouco mais... mas pode ser que não! Pode ser que não seja uma regra... pode ser que seja diferente dessa vez... e que eu viva... e que, o que morreu, ressuscite como que por milagre... o milagre da amizade verdadeira!
O AMOR NÃO É ORGULHOSO - é o que a Bíblia diz. Enquanto mantenho-me orgulhosa ofereço um amor imperfeito e incompleto a quem amo de maneira completa aqui dentro. Atitudes orgulhosas acabam não condizendo com o que digo sentir (e realmente sinto)... não é assim minha amiga?
O orgulho que me orgulhava tornou-se, de uma hora pra outra, asqueroso, horripilante... por causa de uma ferida que abri em quem amo... não suporto ver o orgulho que me fere ferindo a quem tanto amo - aí não! Esse é o extremo, momento decisivo... quero assumir os riscos de tornar-me vulnerável, abrir mão do enferrujado e pesado escudo do orgulho (que já carrego por tanto tempo)... quero deixar de carregá-lo... mas não sei como fazê-lo... não sei o que fazer... acho que já estou vulnerável... já estou desprovida de imunidade... e, se não estou, pelo menos é como me sinto! Mas valerá à pena... já valeu!
Ontem a mente estava deserta... hoje ta chovendo, no céu... e na mente também!
No coração estava nublado ontem... hoje, no céu, há chuva... mas no coração o sol ta começando a aparecer! 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amizade de Getsemani

O Que O Pássaro Me Ensinou