Amizade de Getsemani


                      

Dia desses estava a pensar no momento em que Jesus foi até o Getsemani, pouco tempo antes de ser entregue por seu discípulo, o Judas, às autoridades romanas...
Foi interessante e intrigante o episódio do Getsemani. Jesus levou consigo os 11 discípulos que não tinham outra coisa a fazer que considerassem mais importante do que estar com o Mestre (Judas considerava traí-lo mais importante do que desfrutar de sua amorosa companhia). Ao chegar em determinado lugar no percurso, o Mestre avisa a 8 dos 11 para ficarem ali e chama 3 deles pra irem consigo mais adiante (Pedro, Tiago e João), até o lugar da oração. Chegando bem próximo ao lugar, Ele diz aos 3 que fiquem ali enquanto ia um pouquinho mais adiante orar. Jesus, ora e retorna. E o homem-Deus faz uma declaração extremamente humana a seus amigos: Minha alma está angustiada até a morte!
Imagino aqueles homens como ficaram após a ressurreição de Jesus... imagino que, depois daquela declaração e de todo o acontecido, eles, em cada momento de angústia, tenham lembrado que o próprio Deus esteve entre eles, como homem, a fim de sentir o que eles sentiam. Devia vir logo em suas mentes o consolo do que haviam vivido ali naquele dia sob a forma das seguintes palavras: Há um Deus nos céus que entende minhas angústias, minhas lágrimas, minha tristezas, meus Getsemanis!
Fico pensando também no motivo pelo qual Deus deixou 8 e levou 3. Acho que fica claro que, até mesmo o próprio Deus, quis deixar-nos a lição de que: Existem na nossa vida os "que nos conhecem", os "amigos" e os amigos mais íntimos - os "melhores amigos". Todos os temos. E, embora para alguns seja difícil admitir, nem todos amigos serão amigos íntimos um dia.
A gente sabe quem iria conosco mais adiante. A gente sabe quem vigiaria conosco nos momentos de penumbra da alma!
...Tudo isso vai se construindo com o tempo... e às vezes nem é necessário tanto tempo assim! Jesus esteve 3 anos com aqueles homens...nesses 3 anos Ele sabia exatamente quem O amava apaixonadamente, ardentemente. Pedro, Tiago e João ouviram do homem Deus um desabafo... estavam perto dele na madrugada "sangrenta"... a penumbra cheirava à morte, a angústia tinha sabor de fel...
Jesus diz a seu Pai em oração: Pai, se possível passa de mim este cálice, mas que seja feita a Tua vontade!
Deparando-se com a silenciosa resposta que Ele já bem conhecia, sabendo antes mesmo de orar, que salvar o mundo era o objetivo daquela angustia e da morte, ele volta pronto a pagar o preço... e desabafa com seus amigos íntimos... parece que posso ouvir seu coração: - Vai ser necessário que experimente esse cálice, minha hora chegou, sei que isso é o melhor a ser feito... por amor entrego minha vida e a hora de fazê-lo já chegou... mas a carne a que me limitei pra atravessar esse rio chamado morte, que só os humanos atravessam, está angustiada... e vocês são as pessoas que escolhi pra estar comigo aqui e ouvir meu desabafo!
Que coisa linda... o próprio Deus deixando-nos a lição de que precisaremos de amigos em nossos Getsemanis, e que, dentre os amigos fiéis, será necessário selecionar amigos íntimos!

Foi no intuito de agradecer a Ele por meus amigos que vim...pelos amigos que vem até o pé do monte... e pelos que estarão comigo em minhas madrugadas sangrentas e angustiantes...
(Amiga, quando minha alma esteve angustiada "até a morte" pelas madrugadas, lá estava você, mais do que vigiando comigo... as vezes vigiando POR MIM! - obrigada por tudo Minha Amiga, minha irmã!)


Comentários

  1. Maravilhoso...texto, Deus te usou tremendamente para passar uma mensagem de amor, copiarei uma parte e passarei aos meus amigos, para que de frutos do Espirito Santo, um abraço

    ResponderExcluir
  2. Amém minha linda! Deus te abençoe cada dia mais, fique a vontade sempre aqui. A casa é tua!

    ResponderExcluir
  3. Muy lindo! muchísimas gracias por colocar en tu blog temas tan edificantes...
    Bendiciones y un saludo desde Costa Rica en América Central!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

A Alma Precisa Sair Pra Passear