Aba Pai. Emanuel.



Obrigada, Pai, por ser a alegria da minha alegria. Por ser a fonte. 


A Tua presença, a tua companhia é o motivo de todas as minhas alegrias. Se, no momento da tragédia, não me apercebo disso (dos teus braços paternos ao redor de mim), posso reconhecê-lo na superação diária da mesma, (porque seria impossível pra mim superá-la se o Senhor não estivesse comigo). É tua companhia que não me permite amargar após as maiores perdas... é teu doce Espírito que me faz voltar a sorrir depois de lágrimas que parecem infinitas. É tua compaixão que traz luz às trevas tão densas em que as vezes sou lançada pelas circunstâncias. Se posso, diariamente, voltar a sorrir, voltar a viver, voltar a amar... impossível não atribuir a Ti essas dádivas, impossível não reconhecê-lo em meus caminhos. Não és responsável por minhas tragédias. Não as assistes como um sádico que poderia interferir e não o faz. Me recuso a Te ver assim. Não te vejo como o causador de minhas tragédias, de minhas aflições, de minhas dores. Embora saiba que estás lá comigo, sempre, e creia que tens poder para impedir ou mudar toda e qualquer circunstância. As aflições são comuns a todos nós. Porque me escolheria pra livrar-me de todas as minhas? Estou avisada de que os dias são maus e de que terei aflições. Estás perto, não longe, e abraça-me. E vês. E sofres. E choras. E talvez penses: não devia ser assim! 

Não percebo teu abraço de pronto. A dor me aliena, as lágrimas me embaçam os olhos, o cerrar dos dentes e a tensão dos ombros me tornam insensível a teu abraço em volta de mim. Mas quando o dia, lentamente, vai nascendo, e sorrio novamente, e tenho paz novamente... olho de longe para aquele momento e posso ver com clareza que estavas lá e que me abraçavas. E me amava, e sentia minha dor e tomava nos Teus ombros o peso que era demais para os meus...
Não te vejo como o causador de minhas tragédias. Te vejo como a fonte de toda e qualquer alegria que posso voltar a sentir...sempre! Sou feliz - porque Tu estás comigo. Meu Pai, o Emanuel.
"Estarei convosco todos os dias, até a consumação dos séculos." O Senhor prometeu, e o Senhor cumpre.
Choras comigo. Me presenteias com novos sorrisos. E sorris comigo.
Aba Pai. Emanuel. É assim que Te vejo e é assim que quero sempre voltar a vê-lo. Te adoro, Pai! 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amizade de Getsemani

O Que O Pássaro Me Ensinou